Programa de Recria de Novilhas KALIBER®

04 junho 2018

Novilhas recriadas com o Programa de Recria de Novilhas Kaliber, desenvolvido pela De Heus, são novilhas que produzem 1.500 quilos de leite a mais nas 3 primeiras lactações. A atenção dada às vacas leiteiras contrasta na maioria das situações com a falta de atenção que é dada à recria das novilhas, cujas consequências e resultados são muitas vezes negligenciados. E, naturalmente, produtores que desvalorizam a criação de novilhas não podem esperar que os seus animais exprimam o seu máximo potencial genético.

A De Heus está altamente focada na fase de cria e recria das futuras vacas leiteiras e na melhoria da rentabilidade do negócio dos seus clientes. Como tal, desenvolveu um programa alimentar especificamente dedicado a este período da vida dos animais. O Programa de Recria Kaliber consiste num conjunto de alimentos especificamente desenhados para as diferentes fases de crescimento das novilhas e que, enquadrados numa série de regras de maneio, permitem aos animais expressar o seu potencial genético, evitar a deposição de gordura e garantir a melhor condição corporal ao primeiro parto, a realizar aos 24 meses e com 570 Kg P.V. após o parto.

Quais os fatores que afetam a idade ao primeiro parto?

Será que novilhas, alimentadas de forma convencional, apresentam boas performances produtivas quando o primeiro parto acontece aos 24 meses?
Através de estudos realizados em mais de 2.000 vacas, a De Heus, procurou a resposta a estas e outras perguntas.
Os sistemas convencionais de alimentação de novilhas funcionam há muitos anos. Apesar disso, o crescente aumento dos custos de produção leva a que animais recriados desta forma não consigam atingir as metas pretendidas. “Em muitas explorações as novilhas são negligenciadas do ponto de vista alimentar e de maneio. Como resultado a média de idade ao primeiro parto é superior a 26 meses”, refere Edwin van Werven, Especialista de Alimentação de Jovens Animais De Heus.

De acordo com a De Heus, a causa mais evidente para a falta de dedicação ao processo de recria das novilhas consiste na incapacidade de se quantificarem as perdas económicas e produtivas da recria das novilhas de forma convencional.

A comparação entre os resultados das diferentes práticas alimentares foi possível porque, no inicio do milénio, a De Heus começou a estudar diferentes sistemas de alimentação com base no seu Programa de Recria de Novilhas Kaliber. Foram acompanhados 2.000 animais - 37 produtores de leite - aos quais foram administrados diferentes tipos de planos alimentares. Os dados foram recolhidos através da informação disponibilizada por parceiros e através de entrevistas aos proprietários das explorações.

O estudo permitiu concluir que, novilhas com o primeiro parto aos 24 meses produzem mais leite e com mais sólidos (gordura e proteína). Novilhas com partos tardios (>25 meses) produzem mais leite mas com concentrações de sólidos inferiores. "Os resultados também demostram que novilhas com o primeiro parto antes dos 22 meses não são desejáveis, porque a perda de produção é muito significativa”, Van den Hengel, Gestor de Projeto Internacional da De Heus.

Colostro – “quanto mais depressa a vitela o beber mais cedo irá parir”

No processo de análise dos diferentes planos alimentares a De Heus utilizou o grande volume de dados para determinar o resultado do fornecimento de diferentes quantidades de colostro. "Uma vitela alimentada com colostro até duas horas após o nascimento apresenta em média uma idade ao primeiro parto inferior em duas semanas, quando comparada com animais cujo colostro só foi fornecido após as 2 primeiras horas pós-parto”.

O momento do desmame tem um impacto ainda maior na idade ao primeiro parto. Os animais que são desmamados no prazo de oito semanas, parem em média, aos 24,1 meses. Se o momento de desmame for superior a nove semanas, o parto médio acontece aos 25,7 meses. "A vitela cresce muito mais rápido consumindo forragens e concentrados do que alimentada com leite". Quanto mais tempo a vitela for alimentada à base de leite mais difícil se torna o desmame. Animais alimentados até muito tardiamente com leite apresentam o rúmen subdesenvolvido o que dificulta a transição para a alimentação sólida.

Não obstante a importância da análise de todos os dados obtidos com os estudos, a relevância dos mesmos assenta na correlação entre os sistemas alimentares utilizados e a produtividade das futuras vacas leiteiras. Ensaio realizado na Holanda em 2013, em 1050 animais em produção, permitiu verificar que nas 3 primeiras lactações, as novilhas recriadas com Programa de Recria Kaliber produziram mais 1.500 Kg de leite por comparação com novilhas alimentadas com outros programas alimentares.

Apesar de muitas explorações no estudo conseguirem atingir o 1º parto aos 24 meses, os animais, não tendo sido convenientemente alimentados com esse propósito apresentam crescimentos e proporções desadequadas à idade e à função o que implica elevados crescimentos durante a 1ª lactação, penalizando a produção de leite.

O programa de recria Kaliber está desde o inicio do segundo semestre de 2017 disponível para os criadores nacionais. Foram estabelecidas parcerias estratégicas com criadores profissionais de novilhas de forma a que, também em Portugal, se possa fazer o acompanhamento dos resultados produtivos das novilhas Kaliber por comparação com animais alimentados com outros programas alimentares.

Como conseguir novilhas “calibradas”?

“Kaliber” refere-se às proporções do animal em termos de altura, peso e capacidade. Para conseguir uma novilha “Kaliber”, que origina uma vaca de alta produção, todo o período de recria é crucial e não apenas os primeiros 6 meses. “Kaliber” cobre os primeiros 24 meses de vida do animal, tomando em conta a estratégia de alimentação que melhor se adapta à situação específica de cada exploração. Essa é a base do Plano de Recria Kaliber, o qual é dividido em 4 fases

Fase Inicial (0-5 meses)

O objetivo desta etapa é assegurar um bom arranque e alcançar rapidamente um alto crescimento diário durante o período de alimentação láctea. É crucial fornecer colostro de alta qualidade, rapidamente e em quantidade. Recomenda-se a utilização do Kaliber Lacto - leite de substituição especialmente desenhado pela De Heus para esta fase do programa de recria.

Desde os primeiros dias de vida as vitelas devem ser estimuladas à ingestão de alimentos sólidos concentrados altamente palatáveis e formulados especificamente para esta fase – Kaliber Starter. A partir da segunda semana deverão ser introduzidas as forragens de elevada qualidade. Manter água limpa e fresca à livre disposição das vitelas.
O Kaliber Starter garante o desenvolvimento adequado da parede do rúmen e das papilas. A De Heus recomenda o desmame às 8 semanas de idade quando as vitelas ingerem pelo menos 2 kg de
Kaliber Starter e pesam pelo menos 75 kg.

O alimento concentrado seguinte deverá ser selecionado de acordo com a dieta base. Para esse efeito a De Heus disponibiliza a gama Kaliber Junior, produtos cuja administração deve ser iniciada 3-
4 semanas após o desmame.

No final deste período as vitelas deverão ingerir entre 2 a 3 Kg de Kaliber Junior (no máximo).

Fase Jovem (5-8 meses)

Esta é a fase produtiva com maior potencial de crescimento. As vitelas podem ganhar até um quilograma por dia. Por este motivo a alimentação não pode ser desprezada. Animais que não exprimam nesta fase o seu potencial de crescimento comprometem o objetivo final do programa.

Aos seis meses as vitelas devem pesar 200 kg. Um dos aspetos mais importantes neste período é conseguir garantir a ingestão, por parte das vitelas, de proteína digestível e de energia, de forma balanceada, garantindo um elevado crescimento muscular e ósseo.

A silagem de milho apenas deve representar 35% da ingestão da matéria seca (MS). O fornecimento de elevadas quantidades de alimentos energéticos poderá comprometer o regular crescimento e promover a acumulação de gordura prejudicial ao desenvolvimento da vitela.

Fase da Puberdade (8-14 meses)

Mantem-se a importância do desenvolvimento estrutural da novilha sem deposição de gordura, fator preponderante pois poderá comprometer os futuros resultados produtivos.

No final desta fase as novilhas devem pesar 400 kg e estarão preparadas para a inseminação. O fator decisivo é a combinação entre o peso, a condição corporal (CC) e a estrutura do corpo.

Continua a ser determinante o balanço do aporte nutricional e, em função da dieta base, o alimento concentrado deverá ser selecionado na gama Kaliber Senior.

Se nesta fase for utilizada silagem de milho na alimentação das novilhas, ela deve ser restringida a um máximo de 15% da MS ingerida.

Fase de Gestação (14-24 meses)

As novilhas podem ser inseminadas no início desta etapa. Reforça-se a necessidade dum elevado crescimento sem deposição de gordura.

A CC deve ser de cerca de 2,75 pontos. Novilhas bem desenvolvidas são bastante grandes e capazes de fornecer crias saudáveis. Após o parto devem pesar 570 kg.

Recomendam-se dietas com elevados níveis de ingestão de forragem e preferencialmente sem recurso à utilização de silagem de milho.

Numa novilha devidamente “calibrada” (Kaliber) as costelas e a linha dorsal devem ser visíveis. Recomenda-se promover o exercício físico dos animais nesta fase de modo a aumentar a circulação sanguínea e impedir deposição de gordura.

Em todo o processo de recria das novilhas é crucial garantir os corretos aportes de proteína e energia, bem como o correto balanceamento entre eles ao longo das diferentes fases, de forma a obter as novilhas ideais (Kaliber). Por esse motivo a De Heus aposta no desenvolvimento técnico dos produtos da gama Kaliber bem como no apoio e incentivo aos produtores de forma a aumentarem o grau de profissionalização desta fase produtiva e assim garantirem melhores performances produtivas e económicas.

Tópicos relacionados: